quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A César o que é de César...




Ah, o regozijo justificado...

Justo agora que eu perdia a fé que algum dia esse sistema me faria sorrir, o judiciário me apronta essa delícia...

Sem palavras para descrever o profundo gozo que experimento agora.

Vai fazer parte do bloco d"O Quê eu Vou Falar em Casa", daquela galera que sai na quinta-feira à noite e só volta na quarta-feira de cinzas.